Como tantas pessoas, também chego a esta fase do ano e estabeleço algumas resoluções de ano novo, mas antes, alguns pensamentos sobre o que passou… Sinto que foi um ano de pausa pois acima de tudo tinha receio que a limitação/condição física agravasse significativamente. Em retrospectiva, agora sei que foi quase tudo em vão… Mas não dou a situação como perdida pois acho tão importante aprender com as vitórias como com os erros!

beach-88461_960_720

(fonte da imagem)

Com o passar dos anos percebi que sempre que “desejo” algo vago (como ser mais saudável, fazer exercício físico, perder peso…) acabo por não o concretizar pois em poucos meses ou semanas os esqueço.

No ano passado tracei algumas metas um pouco mais específicas, poucas, e de vez em quando ia lê-las para relembrar e voltar a focar. A verdade é que alcancei quase todas as resoluções específicas a que me propus!

Por isso este ano, decidi voltar a traçar objectivos bem específicos. Vou partilhar pois sinto que é uma forma de me comprometer a trabalhar para eles:

  • Beber 2l de água por dia;
  • Treinar pelo menos 3 vezes por semana sem desculpas;
  • Atingir os 65kg;
  • Passar o fio dentário todas as noites;
  • Tirar os dentes do ciso que ando a adiar à demasiados anos para contar;
  • Fazer duas das tatuagens com que sonho há já vários meses.

 

ano novo vida nova

(fonte da imagem)

Pretendo que este ano seja um marco de mudança na minha forma de actuação e acima de tudo na forma como me vejo. Tenho tendência a colocar os outros e os seus interesses acima dos meus apesar de resmungar com frequência sobre isso e apontar esse defeito à minha mãe… A verdade é que isso me leva de sonhadora a resmungona infeliz.

Advertisements