Etiquetas

A Rosa Mosqueta cresce nos Andes e Sul do Chile e é um tipo de rosa selvagem. A Rosa cresce em arbustos espinhosos e as sementes vermelhas estão disponíveis apenas durante o Inverno.

rosa mosqueta

O processo de produção do óleo é longo, mas resumindo… as sementes são apanhadas à mão para não se danificarem, são pré-secas, secas, seleccionadas, prensadas a frio e o óleo é depois refinado para remoção de substâncias tóxicas.

semente rosa mosqueta

É então um óleo vegetal e contém altas concentrações de vitamina A (retinol) e vitamina C (ácido ascórbico). Além disso é rico em ácidos gordos essenciais monoinsaturados e polinsaturados tais como o ácido linoleico, ácido linolénico, ácido oleico, ómega 3 e ómega 6.

O óleo após aberto deve ser refrigerado e evitar a exposição a luz calor e variações de temperatura.

Tem em média 6 meses a 1 ano de estabilidade!

óleo de rosa mosqueta

Pode deixar a pele limpa com uma sensação pegajosa. Penetra bem nas camadas da pele e é muito hidratante.

Esta conjugação de vitaminas e ácidos gordos torna-o uma autêntica poção concentrada para a pele. Estudos clínicos demonstram a sua eficácia na regeneração dos tecidos, melhorando a textura da pele, reduzindo cicatrizes e descolorações. Soa bom certo!

Sobre a frequência de aplicação e visualização de resultados ainda não existem bem um consenso… na maioria dos estudos a aplicação é feita 2 a 3 vezes por dia com suaves massagens e os resultados visualizam-se entre 4-8 semanas após o seu início.

Desta forma é um bom hidratante, alivia inflamações e é ideal para reduzir cicatrizes, estrias, rugas, envelhecimento prematuro, manchas e queimaduras solares provocados pelos raios ultra-violeta.

Convencidas?!

Eu estou, o óleo de rosa mosqueta já é um habitual dos meus cuidados de rosto há pelo menos 8 meses e acredito sinceramente que me traz resultados muito bons! 

Anúncios