Etiquetas

Hoje vou falar de um dos objectos mais importantes na minha maquilhagem, o enrolador de pestanas ou simplesmente curvex.

É um bocado estranho para mim perceber que ainda existe um número razoável de mulheres que não sabe da existência deste produto e são ainda poucas as que o utilizam (do meu grupo de colegas de trabalho e amigas só eu e mais uma).

Quando me comecei a maquilhar (perto dos 16 anos) tinha basicamente 4 produtos: corrector, lápis preto, rímel preto e curvex. Desde sempre que este foi essencial na minha maquilhagem e eu até não tenho muito que me queixar pois tenho pestanas médias…

Mas vamos lá falar deste objecto que mais parece um instrumento de tortura…

Existem vários modelos de curvex, ora em plástico, metal, eléctrico/térmicos, manuais… variadíssimos, mas basicamente ele comprime as pestanas de forma a que estas fiquem curvadas dando ilusão de que temos pestanas mais compridas e dando um efeito de olho maior/aberto tipo “olho de boneca”. É ideal para todas as mulheres mas em especial para as com olhos pequenos e pestanas pequenas e/ou rectas.

A sua forma de utilização é bastante simples, basicamente devemos estar sempre em frente a um espelho para não aplicar demasiado perto do olho e “beliscar” a pele da pálpebra, as pestanas devem estar limpas e secas (sem máscara) para não correr o risco de partir ou puxar as pestanas e é só olhar em frente ou para baixo, ajustar ao formato do olho e prensar. O curvex tem uma borracha que deve ser trocada quando esta começa a ficar muito marcada ou então quando fica seca (para não cortar as pestanas). É importante limpar entre utilizações para não sujar a maquilhagem.

Ao longo dos anos fui utilizando vários de diferentes marcas (regra geral o que havia no super mercado) e uns melhores que outros faziam o seu trabalho, mas neste inverno decidi comprar um na Perfumes & Companhia e foi sem dúvida o pior que eu alguma vez comprei… eu tenho um olho amendoado e redondo e a curvatura deste curvex era quase inexistente… foram várias as vezes que “belisquei” a pele da pálpebra e ainda por cima só apanhava algumas pestanas…

Num belo dia lá passei eu (outra vez…) no balcão da MAC e decidi experimentar o curvex deles. Pois é, (foi uma má decisão para a minha carteira, claro) achei um bocado mais difícil de aplicar nas pestanas porque a abertura é mais pequena relativamente aos que tenho experimentado mas encaixa mesmo na perfeição na forma do meu olho.

Depois de tanto blábláblá sobre curxes vamos lá fazer o resto da revisão do Curvex da MAC.

Custou 21 € (dói só de pensar), traz uma borracha extra (que é normal, pois todos trazem) a grande questão aqui é mesmo a forma do meu olho e a curvatura do curvex que são um match perfeito. É isto o que realmente importa nestes produtos.

Não podia fazer um post de Curvex e não falar do grande rival da MAC que é o da Shu Uemura que é considerado por vários MUA o melhor curvex mas, não se vende em lojas portuguesas. Podem-se arriscar a comprar em sites não oficiais mas não se esqueçam que as imitações são muitas…

São vários os vídeos no youtube que mostram como se faz e eu deixo este que é curto e simples.

Anúncios